Atividades Formativas

ATIVIDADES FORMATIVAS (TODAS SÃO GRATUITAS, MAS ALGUMAS PRECISAM DE INSCRIÇÃO, ENQUANTO OUTRAS SERÃO TRANSMITIDAS NAS REDES SOCIAIS DO FESTIVAL, NO YOUTUBE E FACEBOOK)

Estão previstas diversas atividades formativas, entre bate-papos, palestras e cursos.

SEM INSCRIÇÃO PRÉVIA

– 23/06, quarta-feira, 8h30 – Bate-papo com o ator Sergio Mamberti sobre sua autobiografia Senhor do Meu Tempo https://youtu.be/KJSj5J_fx3s.

– De 23/06 a 29/06, sempre 10h às 12h – Bate-papo com realizadores e cineastas dos filmes da programação, com mediação da jornalista Wania Gomes.

– 24/06.- quinta-feira, das 19h às 21h30 – Bate-papo com jurados do festival. Mediação de Paula Azenha. https://youtu.be/MnzS9bEI2mw

– 25/06, sexta-feira, das 19h às 20h30 bate-papo com o escritor e roteirista Ferréz, autor de Capão Pecado, roteirista da série 9mm, entre outros. Mediação André Azenha. https://youtu.be/8aAhUAV-5aU

– 25/06, sexta-feira, das 21h às 22h, A Arte do Cinema Independente no Brasil, com o cineasta Diego da Costa, diretor de A Plebe é Rude, Selvagem e Cowboys do Apocalipse, todos exibidos em edições anteriores do festival, sendo os dois primeiros premiados. https://youtu.be/sagtLg_Zvq8

– 26/06, sábado, das 14h às 16h, Palestra Filmes que retratam a superação, com o crítico Waldemar Lopes. https://youtu.be/6wThSCIduMw

– 26/06, sábado, das 17h às 18h30, bate-papo O Amor ao Cinema, com o crítico Rodrigo Rema. Mediação André Azenha. https://youtu.be/IwWTpYrFbcU

– 26/06, sábado, das 19h às 20h30 – Bate-papo com o crítico de cinema Luiz Carlos Merten (por mais de 30 anos do Estadão, cobrindo os principais festivais do Brasil e do mundo nesse período, e autor diversos livros sobre cinema). Mediação André Azenha. https://youtu.be/GLmfGwK82G8

– 26/06, sábado, das 21h ás 22h bate-papo O cinema como arte de superação, com Tammy Weiss, coordenadora do Instituto Querô. Mediação da jornalista Bárbara Farias. https://youtu.be/EztJnFmbMn0

27/06, domingo, 16h30, bate-papo com a atriz Ondina Clais, sobre o livro Ondina Clais: A Dama do Mar – 35 Anos de Travessia. https://youtu.be/eQDD5KHQt0E

– 27/06, domingo, das 19h às 20h30, bate-papo Representatividade Trans, com a cineasta Julia Katharine, o ator Daniel Veiga e a ativista Jacque Cortez. https://youtu.be/Xrq7HSLFZPw

– 28/06, segunda-feira, das 19h às 20h30, o ensino do audiovisual na universidade, com os coordenadores de cursos superiores ligados ao audiovisual em Santos: Audrey Duarte (coordenadora dos cursos de Cinema, Arquitetura, Publicidade e Propaganda e Design na São Judas Unimonte), Marcia Okida (coordenadora do curso de Multimídia na Unisanta) e Wanderley Camargo (coordenador dos cursos de Publicidade e Propaganda e Cinema na UniSantos). Mediação da jornalista Bárbara Farias. https://youtu.be/9yuwKb-N0y4

– 29/06, terça-feira, 13h30, bate-papo com o ator Luciano Quirino. https://youtu.be/Hd0nvGjtdsc

– 29/06, terça-feira, 16h30, bate-papo com o cineasta Fabio Rodrigo,.

COM INSCRIÇÃO

– 23, 24, 25 e 27/06 (quarta, quinta, sexta e domingo), das 14h às 16h – Curso LGBTs no Cinema Brasileiro – Panorama Histórico Séculos XX e XXI, com o cineasta Lufe Steffen, Cineasta e jornalista. Dirigiu dois longas documentais, os premiados “São Paulo em Hi-Fi” (2016) e “A Volta da Pauliceia Desvairada” (2012), ambos sobre a noite LGBT paulistana. Roteirizou e dirigiu “Cinema Diversidade”, série documental para TV em 10 episódios, sobre o cinema brasileiro LGBT do século XXI, exibida pelo canal Prime Box Brazil em 2018, e inspirada em seu próprio livro “O Cinema que Ousa Dizer Seu Nome” (2016, Editora Giostri). Publicou ainda o livro “Tragam os Cavalos Dançantes” (2008). Acaba de rodar seu 1º longa de ficção, o musical queer “Nós Somos o Amanhã”. Link de inscrição: https://forms.gle/6tu8wtC4tKCtaLqa6

– 23, 24- e 5/06 (quarta, quinta e sexta), das 16h30 às 18h30 – Oficina Caminhos para a produção audiovisual no Brasil com Liz Reiz.- Link de inscrição: https://forms.gle/6LCxMChLfMDWy3WW8

A oficina tem o objetivo de orientar e questionar quais os caminhos e obrigações ao produzir cinema, além de uma reflexão de quais são os primeiros passos para iniciar uma produção audiovisual. 

Liz é diretora e produtora executiva, Liz Reis é fundadora da Lep Filmes, produtora especializada na área cultural, ativa no mercado desde 2005 em espetáculos teatrais e desde 2010 iniciou a produção de projetos audiovisuais e segue com ambas as atividades. Nos teatros a diretora e produtora Liz Reis concebeu e realizou a produção de obras de autores renomados como Nelson Rodrigues, Friedrich Von Schiller, Arthur Schnitzler, entre outros. Dentro do campo audiovisual, a LEP Filmes fez grandes parcerias produtoras renomadas, além de canais de televisão como ESPN, Rede Globo, Canal Brasil, Band e National Geographic.

– 26/06, sexta-feira, das 15h às 18h, Workshop de animação, em parceria com o Sesc Santos.
Através de estudos de casos dos filmes Sangro e Carne, os diretores irão apresentar e detalhar todas as etapas de produção de curtas metragens em animação, partindo da ideia inicial até a distribuição da obra. Com os diretores Camila Kater (Carne) e Thiago Minamisawa (Sangro). O workshop irá apresentar e detalhar as etapas de produção de curtas metragens em animação. Através de estudos de casos dos filmes Sangro e Carne, os diretores irão apresentar e detalhar todas as etapas de produção de curtas metragens em animação, partindo da ideia inicial até a distribuição da obra. O encontro virtual tem como objetivo o estímulo da criação e imaginação, bem como fomentar a curiosidade e dar ferramentas para o desenvolvimento da produção de conteúdos autorais, não só de animação.
Acesso o site do Sesc Santos aqui, buque pela atividade e se inscreva.

– 28 e 29/06 das 14h às 18h – Oficina “Animando com livros e publicações antigas: experimentações e depoimentos da pandemia”, com a premiada diretora Camila Kater (do curta Carne) e Samuel. Mariani. Link de inscrição: https://forms.gle/ZqEZAuka162bfJQp6

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: