Fichas Técnicas dos Filmes

Para Conferir nossa programação completa, basta acessar esse link

ATENÇÃO: Para assistir aos filmes da 5ª edição do Santos Film Fest é necessário fazer cadastro na plataforma de exibição.

  1. Acesse http://www.videocamp.com e selecione a opção “Quero me cadastrar agora”.
  2. Insira suas informações pessoais. e aguarde a confirmação.
  3. Acesse sua caixa de e-mail e busque pelo e-mail com assunto “Instruções de confirmação”. Caso não encontre em sua caixa de entrada, verifique sua caixa de SPAM ou seu Lixo.
  4. Clique no botão “Confirmar e-mail “. Sua conta no Videocamp foi criada.
  5. Agora, acesse o Videocamp com seu login e senha.
  6. Após concluir o cadastro você poderá assistir a qualquer filme do Festival.
  7. Procure pelo Santos Film Fest e escolha o filme que deseja assistir.
  8. Responda de onde e com quem você irá assistir o filme.
  9. E pronto. Agora  você pode assistir. Boa sessão!

Mostra Humanidades     

Filmes ficarão disponíveis todos os dias do festival, em tempo integral, até a manhã de 6 de outubro, na plataforma www.videocamp.com. Produções concorrem ao troféu de filme de caráter humanitário.

 

A Cor Branca

Direção: Afonso Nunes

Ano: 2019

Longa: Drama

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 102 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

A pausa e a calma da Cor Branca mostrada nas imagens são realmente um grito desesperado de angústia e alienação que não encontra maneira de se manifestar. Uma câmera segue a quietude da vida cotidiana de Antônia que, para sua sobrevivência, trabalha incansavelmente para uma empresa de mineração, o desamparo diante de suas circunstâncias, a humilhação constante e a dificuldade de ser mulher em um ambiente como esse. Uma ficção que pode muito bem ser, devido à sua história, sua linguagem e a passividade com que é filmada, um interessante documentário de observação.

IMO

Direção: Bruna Schelb Corrêa

Ano: 2018

Longa (Ficção): Drama; Fantasia

Classificação: 14 anos

Duração: 70 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Três mulheres diferentes enfrentam a inevitável banalidade do cotidiano até serem transportadas para uma realidade à parte, regida por suas próprias memórias. Lançadas em um lugar simultaneamente desconhecido e familiar, elas enfrentam as dores e ternuras de olhar para trás.

Lisergia Clássica

Direção: Jaime Viúdes

Ano: 2014

Longa (Documentário): Esporte

Classificação indicativa: Livre

Duração: 80 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Filme conta a história do surgimento da cultura surf no Brasil, passando pelas influências americanas e peruanas. Com o longboard, ou pranchão, como fio condutor, pioneiros do esporte no Rio de Janeiro e São Paulo abrem o baú de memórias e sentimentos desde os finais da década de 50. As primeiras ondas surfadas na costa catarinense, a retomada do longboard na década de 80 e o desenvolvimento da modalidade até os dias atuais são alguns dos temas abordados em um painel composto por grandes nomes do esporte no Brasil e no mundo, com gravações na Califórnia, Peru, Costa Rica e Brasil.

Não Tem Arrego

Direção:

Gabriel Vilela e Jose Eduardo

Ano: 2018

Longa (Documentário): Direitos; Política; Manifestação; Educação

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 70 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Em 2015 é anunciado em Goiás que cerca de 300 escolas públicas estaduais passariam para a gestão de entidades privadas, as chamadas Organizações Sociais. O projeto, no entanto, é pego de surpresa por um levante secundarista, que explode em todo o estado. Manifestações de rua, ocupações de escolas, repressão policial, perseguições políticas, prisões e até sangue. Estava travada a batalha: de um lado, o Estado, de outro, estudantes, educadores e apoiadores. O primeiro veio quente, o segundo já estava fervendo!

Rosa Vênus

Direção: Marcela Morê

Ano: 2019

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 76 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Amarcel viaja para o México guiada pelo intuito de captar percepções e transformá-las em poesia, através do corpo e da voz. Durante o percurso compreende sua ligação com o lugar, que a remete a sensações oníricas sobre sua origem e o espaço tempo que ocupa entre as polaridades da vida e da morte. Libertando sua fluidez feminina inspirada pelas mulheres mexicanas, pelo sabor picante e as cores do céu.

Selvagem

Direção: Diego da Costa

Ano: 2019

Longa (Ficção): Drama; Romance

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 95 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Sofia e Ciro estudam em uma escola pública que sofre com a falta de merenda, problemas de infraestrutura e ameaças de fechamento por causa de novas medidas do governo. Quando os estudantes decidem fazer uma ocupação da escola, os dois não se unem ao movimento imediatamente. Aos poucos, começam a perceber a importância das reivindicações.

Tranças

Direção: Lívia Sampaio

Ano: 2019

Longa (Documentário): Biográfico; Alienação Parental; Solidariedade

Classificação indicativa: Livre

Duração: 75 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Documentário autobiográfico que traz o tema da alienação parental através do olhar carinhoso de uma avó brasileira abruptamente afastada da sua neta argentina depois da separação conjugal do seu filho. Na busca pelo contato com a menina, a avó se depara com barreiras judiciais, negativas de advogados e diversas frustrações. Durante esse caminho tortuoso, ela conhece pessoas em situação similar e se insere em uma rede de solidariedade mundial.

Mostra Regional Baixada Santista        

Filmes ficarão disponíveis todos os dias do festival, em tempo integral, até a manhã de 6 de outubro, na plataforma www.videocamp.com. Produções concorrem ao Troféu Toninho Campos de melhor filme Baixada Santista e melhor direção Baixada Santista e ao Troféu do Voto Popular de filme Baixada Santista). Júri que definirá os prêmios é composto por Eduardo Ferreira (cineasta), Liz Reis (atriz, produtora) e Eduardo Rubi Cavalcanti (crítico de cinema e Professor na UniSantos).

Blandina

Direção: Arthur Micheloto

Diretora Assistente: Nicole Zadorestki

Assistente de Direção: Joice Rodrigues

Ano: 2020

Curta (Ficção) Drama

Classificação indicativa: Livre

Duração: 14 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Blandina é um filme que retrata a relação de mãe e filha, em um momento crítico de sobrevivência, no qual a Blandina mascara a fome de Angelina, com brincadeiras e canções de ninar, com o intuito de amenizar aquela dor.

Mar-celo

Direção: Arthur Lotto

Assistente de Direção: Layla Trindade

Ano: 2019

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 12 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O documentário conta a história do Marcelo que descobriu ainda criança, que era adotado. Por conta de sua reação e dos acontecimentos que sucederam sua descoberta, ele encontrou no surf, um lugar de refúgio e bem estar.

Jeitinho Brasileiro

Direção: Dayana Santos e Luana Marques

Ano: 2019

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 13 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O jeitinho brasileiro é, sem dúvida, uma das características mais marcantes do nosso povo, revelando toda sua criatividade e flexibilidade para resolver as adversidades do dia-a-dia. Neste documentário, vamos mostrar como utilizamos o tal jeitinho, muitas vezes de maneira não problemática e até banal, não percebendo o quanto isso influencia nos grandes problemas que enfrentamos hoje, no cenário social.

Mulheres de Fé

Direção: Bruna Santos e Dalila Ramos

Assistente de Direção: Rafaela Ciriaco

Ano: 2019

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 18 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O documentário Mulheres de fé conta a trajetória de duas mulheres de diferentes religiões que se encontram na luta feminista a partir da sua fé.

Projeção

Direção: Thomas Aguina

Ano: 2019

Curta (Ficção) Drama

Classificação indicativa: Livre

Duração: 18 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Uma jovem obcecada por câmeras e acessórios analógicos faz filmagens amadoras em um parque. Ao revelar o filme, ela percebe algo estranho em suas imagens.

Vila dos Pescadores

Direção: Cintia Neli da Silva Inacio e Geovanne Rafael V. da Silva

Assistente de Direção: Arthur Bugalho de Souza Ferreira, Cleiton Portes dos Santos e Enzo de Souza Bezerra

Ano: 2019

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 16 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Vila dos Pescadores – Da Pesca ao Povo” constrói através de depoimentos, um pouco da história dos antigos moradores do bairro e sua relação direta com a pesca e o meio ambiente, trazendo o olhar positivo dos moradores sobre a Vila dos Pescadores.

Mostra Competitiva Curtas

Filmes ficarão disponíveis todos os dias do festival, em tempo integral, até a manhã de 6 de outubro, na plataforma www.videocamp.com. Produções concorrem ao Troféu Toninho Campos de melhor curta-metragem e melhor direção de curta-metragem e ao Troféu do Voto Popular de Melhor Curta. Júri composto por Jamer Guterres de Mello (Professor Doutor docente do PPGCOM e do curso de cinema da Anhembi Morumbi), Julia Katharine (atriz, diretora, roteirista) e Wanderley Camargo (Prof, coordenador dos cursos de Publicidade e Cinema da UniSantos).

Ângela

Direção: Marília Nogueira

Ano: 2019

Curta (Ficção) Comédia/Dramática

Classificação indicativa: Livre

Duração: 15 minutos

Pais: Brasil

Duração:

Angela vive sozinha e coleciona diagnósticos de doenças que nunca teve. Sua ficção segue impertubável até a chegada de Sueli e o vislumbre de uma nova existência.

    

Antes Que Seja Tarde

Direção: Leandro Goddinho

Ano: 2019

Curta (Ficção) Drama

Classificação indicativa:16 anos

Duração: 15 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Brasil, primeira semana de 2019. Um novo presidente toma posse num cenário de fanatismo, preconceitos e violência. Trancados em um quarto de Hotel, dois jovens decidem mudar o rumo de suas vidas. Antes que seja tarde demais.

     

As Viajantes

Direção: Davi Mello

Ano: 2019

Curta (ficçã): Drama

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 12 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Em uma noite de sexta-feira, duas atrizes compartilham os seus medos.

Luis Humberto: O Olhar Possível

Direção: Mariana Costa; Rafael Lobo

Ano: 2019

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 20 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Um olhar poético e íntimo sobre a vida e o trabalho do fotógrafo Luis Humberto.

NC5 Contra A Lei do Impedimento

Direção: Lucio Branco

Ano: 2019

Curta   Documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 24 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

NC5 contra a lei do impedimento é um solilóquio em curta-metragem que traz o craque Nei Conceição enfileirando aforismos nos quais abundam o trocadilho certeiro, a sacação ímpar e a nítida clarividência, a comprovar que seu Gênio transcende as quatro linhas. Sob o mote da resistência ao offside, símbolo oposto à sua concepção de futebol e de vida, Nei conclui com o único truísmo que importa: “O segredo é meter bronca!”

No Oco do Tempo

Direção: Antonio Fargoni

Duração: 2019

Curta (Ficção) Drama

Classificação indicativa: Livre

Duração: 10 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Pedro Jeremias é um cangaceiro que vive sozinho e tem como arma o papel e a caneta. Ele vive em paz, porém suas palavras incomodam os “homens”…

Seremos Ouvidas

Direção: Larissa Nepomuceno

Ano: 2020

Curta   Documentário

Classificação indicativa:16 anos

Duração: 13 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Como existir em uma estrutura sexista e ouvinte? Gabriela, Celma e Klicia, três mulheres surdas com realidade diferentes, compartilham suas lutas e trajetórias no movimento feminista surdo.

Sofia

Direção: Filipe Ruffato e Gonçalo Viana

Ano: 2019

Curta   Drama

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 10 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Num único e ousado plano-sequência Sofia é um filme onde vemos desdobrar medos, incompreensões, preconceitos, ânsias e desejos, sendo que todos esses sentimentos – e muitos outros, ainda – surgem e desaparecem nas entrelinhas do não-dito. Um belíssimo olhar sobre a nossa precária condição humana.

Surpresas

Direção: Flávio Colombini

Ano:2019

Curta (Ficção) Suspense/Romance

Classificação indicativa: Livre

Duração: 9 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Andando sozinha na cidade à noite, uma mulher é seguida por um homem estranho. Ela foge dele, mas é encurralada em uma rua sem saída.

Um dia Frio

Direção: Victor Percy

Ano: 2020

Curta (Ficção) Drama

Classificação: 16 anos

Duração: 10 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

No ano de 1954 em Michigan Detroit, um detetive chamado Jack Harris passava a noite em casa quando é convocado para investigar um assassinato de uma mulher, mas o caso não é tão simples como ele pensava e ele estava mais envolvido do que deveria.

Mostra Competitiva Longas

Filmes terão duas sessões cada na plataforma www.videocamp.com – consulte programação. Produções concorrem ao Troféu Toninho Campos de melhor longa-metragem e direção de longa-metragem e ao Troféu do Voto Popular de melhor longa. Júri composto por Jamer Guterres de Mello (Professor Doutor docente do PPGCOM e do curso de cinema da Anhembi Morumbi), Julia Katharine (atriz, diretora, roteirista) e Wanderley Camargo (Prof, coordenador dos cursos de Publicidade e Cinema da UniSantos).

Como Vivem os Bravos

Direção: Daniell Abrew

Ano: 2020

Longa  Nordestern

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 89 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Após anos encarcerados e atuarem numa fuga intrigante da Força Volante, o ex-soldado da polícia Mumbaca e o cangaceiro Alfinete, unem-se para confrontar um espiral de situações que aventuram bandoleiros dos quatro cantos do Nordeste em busca de vingança, onde todos serão atraídos para uma armadilha idealizada por um novo inimigo: o famigerado Goteiro.

Eletronicamentes

Direção: Dácio Pinheiro, Denis Giacobelis e Paulo Beto

Ano: 2020

Longa  Documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 80 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Na virada dos anos 50 pros anos 60, os pioneiros Jocy de Oliveira e Jorge Antunes já faziam seus primeiros experimentos no universo da música eletrônica. Ao longo das décadas, o avanço tecnológico barateou o acesso a equipamentos e ampliou horizontes, criando diferentes formas de se pensar e executar a música no Brasil.

Hotel Mundial

Direção: Jarleo Barbosa

Ano: 2020

Longa  drama

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 75 minutos

Pais: Brasil/Argentina

Sinopse: Sofia, uma jovem cantora argentina, volta para sua cidade, Buenos Aires, e precisa encontrar um apartamento para morar. Ela se instala em um hotel para esperar pela chegada de Antônio, seu namorado brasileiro com quem vive uma relação à distância há algum tempo. Quando ele finalmente chega, entretanto, a proximidade física entre os dois gradualmente cria uma distância sentimental.

InVisíveis – Pedal Cidadão & Outras Histórias

Direção: Léo Miguel

Ano: 2019

Longa  documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 70 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O Documentário conta a história do Projeto Pedal Cidadão. Desenvolvido e executado por Wendel Viana, agente social do Governo do Distrito Federal, o Projeto tem como objetivo ensinar às pessoas que estão em situação de rua em Taguatinga, o conserto e manutenção de bicicletas. Além de ser o local de trabalho de Wendel, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) de Taguatinga, localizado a 21km da capital do Brasil, é utilizado como base para o Projeto Pedal Cidadão. No entorno, são recolhidas bicicletas inutilizadas ou doadas e Wendel ensina aos frequentadores do Centro POP como consertá-las e ao final das oficinas as mesmas são distribuídas entre eles. Apesar ser executado dentro do Centro POP, o Projeto Pedal Cidadão não recebe ajuda do poder público, sobrevivendo apenas de doações. Anualmente, cerca de 90 bicicletas são entregues para as pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social que são atendidas pelo Centro POP Taguatinga.

Nós, Que Ficamos

Direção: Eduardo Monteiro

Ano: 2019

Longa  Documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 79 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Araripina, sertão de Pernambuco. Minas de gipsita e um imenso parque eólico circundam as propriedades de famílias que insistem em não migrar, apesar de uma década de seca e das constantes pressões que os exploradores de vento e minério exercem sobre elas. “Nós, que ficamos” acompanha a rotina de superação de quem seguiu o contrafluxo do êxodo sertanejo e decidiu resistir a uma migração forçada pela política, economia e devastação do seu habitat.

Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha

Direção: Pablo Lopez Guelli

Ano: 2019

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 72 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O filme mostra a luta dos jornalistas independentes no Brasil para romper o embargo informativo imposto pelas 6 famílias que dominam o sistema de informação do país. O Brasil tem “6 Berlusconis” que juntos concentram mais de 90% da audiência nacional em todos os tipos de mídia. Segundo os entrevistados, os Berlusconis foram responsáveis por uma das maiores fraudes jornalísticas de todos os tempos: uma manipulação em massa que destruiu a confiança das pessoas na imprensa tradicional e jogou o país em direção ao fascismo. O filme traz análises de renomados jornalistas e acadêmicos, como Glenn Greenwald, Noam Chomsky, Luis Nassif, Laura Capriglione, Xico Sá, Ana Magalhães, Jessé Souza e Tales Ab’Saber. A trilha sonora original é de André Abujamra. É a primeira vez que um filme brasileiro denuncia a concentração de mídia local, considerada pela ONU como “a mais alta do mundo ocidental”. Ao examinar a influência da imprensa brasileira nos eventos sócio-políticos que ocorreram entre 2013 e 2019, “A nossa bandeira jamais será vermelha” responde a uma pergunta que está intrigando o mundo todo: Quem é Jair Bolsonaro e como ele se tornou presidente do sexto país mais populoso do mundo?

O Buscador

Direção: Bernardo Barreto

Anos: 2019

Longa  ficção

Classificação indicativa: Livre

Duração: 86 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Isabela é filha de um poderoso político e cresceu em um contexto de regalias e luxo. Em seu processo de maturidade, Isabela se apaixona por Giovani, fundador de uma comunidade que prega a sustentabilidade e o amor livre, e, fascinada por uma lógica diferente de mundo, abandona tudo o que tinha na tentativa de construir uma vida diferente. É dia dos pais e tem quatro anos que Isabela não visita sua família. Na tentativa de uma reaproximação, ela decide apresentar Giovani aos pais e ao irmão, mas o que ela não esperava é, que de volta à casa, iria descobrir que seu Pai está envolvido em um dos maiores escândalos de corrupção já registrado no Brasil. Não existirá outra possibilidade, senão enfrentar e reconhecer os fantasmas do seu passado.

O Samba é Primo do Jazz

Direção: Angela Zoé

Ano: 2020

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 70 minutos

Pais: Portugal

Sinopse:

O documentário O Samba é Primo do Jazz vai mostrar a trajetória musical de Alcione Dias Nazareth, a nossa grande intérprete brasileira, a partir de suas referências musicais, sua inserção no mundo da música e sua relação com família e amigos. A cinebiografia nos aproxima de uma Alcione descontraída, divertida e matriarcal com a vida e o fazer artístico.

Servidão

Direção: Renato Barbieri

Codireção: Neto Borges

Ano: 2019

Longa  Documentário

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 72 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Muitos brasileiros pensam que a escravidão acabou com a assinatura da Lei Áurea. Mas as relações de exploração escravista do trabalho perduram até hoje. Estima-se que nesse exato momento existam 369 mil brasileiros vivendo e trabalhando como escravos. Através do testemunho de abolicionistas modernos e de trabalhadores rurais que foram vítimas da escravidão contemporânea, SERVIDÃO investiga a mentalidade escravagista da sociedade brasileira que remonta a 5 séculos.

Um Presente À Prova de Futuro

Direção: Eduardo Rajabally

Ano: 2019

Longa  documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 78 minutos

Pais: Brasil/Holanda

Sinopse: Filmado no Brasil e na Holanda, “Um Presente à Prova de Futuro” discute o atual modelo econômico linear (exploração, produção, consumo e descarte), que cada vez mais coloca em risco o futuro da vida em nosso planeta. Como alternativa, ele investiga os princípios da chamada Economia Circular, idealizada na Holanda, e que já é diretriz econômica e Lei na Europa. Mais do que um filme-tese sobre o assunto, o documentário “Um Presente à Prova de Futuro” parte numa investigação criativa, bem-humorada e profunda sobre o destino do planeta, enquanto os níveis de consumo e descarte continuam aumentando ano a ano. Narrado por Lenine, que aqui representa o senso comum com um texto provocante e divertido, o filme acompanha uma família holandesa em seu cotidiano para entender como essas ideias inovadoras já fazem parte da vida das pessoas. Visita fábricas, designers, empreendedores e observa como novos processos estão revolucionando os costumes em muitos lugares. No final, não basta apenas mudar uma cadeia produtiva ou modelo econômico, mas, indo além, permitir que cada indivíduo possa transformar sua maneira de pensar e ver o mundo.

Mostra Hoje é filme de Rock, bebê!

Filmes ficarão disponíveis em tempo integral na plataforma www.videocamp.com até a manhã de 06/10 e concorrem ao Troféu do Voto Popular em votação promovida pelo site Blog n Roll.

A Canção do Tempo

Título original: El Canto Del Tiempo

Direção: Mana García

Ano: 2019

Longa (Documentário) Música

Classificação indicativa: Livre

Duração: 69 minutos

Pais: Argentina

Sinopse:

No fundo da selva missionária ressoa o eco de uma canção ancestral. É a voz do povo Mbya Guarani que mantém vivo seu legado por meio das canções de seus filhos. Charo Bogarín e Diego Pérez, criadores do projeto musical TONOLEC, vão a seus vilarejos em busca de melodias que servirão de inspiração para seu novo álbum. A música é a ponte que encurta distâncias e promove o encontro entre estes dois mundos, e na alegria dos coros infantis, a TONOLEC encontrará um universo de sons a descobrir. Entre as aldeias e o estúdio de gravação, O Canto do Tempo será uma viagem musical de descoberta, aprendizagem, inspiração e integração entre as canções ancestrais Mbya e o som contemporâneo do grupo.

A Plebe é Rude

Direção: Diego da Costa e Hiro Ishikawa

Ano: 2016

Longa  Documentário

Classificação indicativa: Livre

Duração: 75 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

No fim dos anos 1970, amigos brasilienses conhecem o movimento punk e resolvem montar suas próprias bandas. O que se iniciou como uma fuga para combater o tédio deu origem ao Plebe Rude.

Os Caubóis do Apocalipse

Direção: Diego da Costa

Ano: 2017

Longa (Ficção): comédia

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 86 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Tom é um jovem adolescente que está passando pelos clássicos dilemas da adolescência e que sonha em fazer carreira no mundo da música. Sem perspectiva de fazer uma faculdade e movido pelo desejo de sair da pequena cidade onde mora, Tom decide que precisa retomar sua banda de rock da infância: Os Caubóis do Apocalipse.

Sessões Especiais

Porta Retrato

Direção: Eduardo Ferreira

Ano: 2020

Curta (Documentário) LGBTQ+, Sexualidade

Classificação indicativa: Livre

Duração: 16 minutos

Pais: Brasil

Sinopse;

Quais o medos, anseios e consequências para um jovem LGBTQ+ ao “sair do armário”? O documentário Porta Retrato resgata esse momento tão delicado na vida da cantora Maria Sil, do estudante George Narciso e do fotógrafo Andrey Haag, abordando os sentimentos e incertezas até a auto-aceitação.

Um Metro e Meio

Direção: Mariana Mussi S. Infanti

Ano: 2020

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 7 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Interrompendo sonhos e projetos idealizados para 2020, a pandemia do novo coronavírus afetou o mundo de forma drástica e provocou mudanças na sociedade. “Um metro e meio” mostra a realidade de diferentes pessoas da Baixada Santista e seus desafios frente ao isolamento social. A produção do Estúdio Homies busca entender quais os sentimentos dos confinados, como se adaptaram, perspectivas para a sociedade futura e o que desejam fazer quando a rotina voltar ao normal.

Limbo

Direção: Delson Mattos Gomes

Ano: 2014

Curta (Ficção) Drama

Classificação indicativa: livre

Duração: 20 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Pedro, um traficante de água do período pós-apocalíptico, tem sua casa e seu estoque de água roubados por José e Lucas. Sem água – e com sua filha, Pérola de 3 meses, Pedro sai em busca de um dos últimos locais onde ainda há o líquido precioso : a Antiga Represa. Ele então corre contra o tempo para salvar a vida de sua filha.

Serena –  Força, Graça e Luz

Direção: Robinson Patricio

Ano: 2018

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 38 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Com remadas plácidas e tranquilas, demostrando leveza e força em doses idênticas, a mulher conquista o seu espaço na sociedade e também no surf.

Retrospectiva Paulo Betti

A Fera na Selva

Direção: Eliane Giardini, Lauro Escorel e Paulo Betti

Ano: 2019

Longa (Ficção): Romance; Comédia dramática

Classificação Indicativa: 12 anos

Duração: 90 minutos

País: Brasil

Sinopse:

João e Maria vivem uma vida inteira juntos. Ele é professor de português, ela de literatura inglesa. João é atormentado pela obsessão que uma coisa extraordinária vai acontecer em sua vida. Maria aceita esperar com ele A Fera na Selva, que um dia chegará avassaladora.

Cafundó

Direção: Clóvis Bueno e Paulo Betti

Ano: 2005

Longa (Ficção): Drama; Biográfico

Classificação indicativa:14 anos

Duração: 102 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Tropeiro, ex-escravo, que vivia na região de Sorocaba (SP), João de Camargo deslumbra-se com o mundo em transformação do final do século XIX. Um mundo que se urbaniza, mesmo mantendo uma convivência conflituosa com a cultura rural. Mergulhado nas contradições desse tempo incerto, lidando com a exploração no trabalho e a marginalização social dos negros como ele, João experimenta o desespero e a alucinação. Salva-se reencontrando uma fé que é o resultado do sincretismo entre suas raízes africanas e a tradição judaico-cristã. Agora, João acredita ser capaz de ver Deus e sua missão, curar as pessoas. Sua morte em 1942 transformou-o numa lenda. Sua imagem ainda é encontrada em lojas de artigos religiosos no Brasil. História inspirada pela biografia de um personagem verídico.

Lamarca

Direção: Sérgio Rezende

Ano: 1994

Longa (Ficção): Drama; biográfico

Classificação indicativa:14 anos

Duração: 130 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

O filme acompanha os dois últimos anos de vida de Carlos Lamarca, capitão do Exército que, no final dos anos de 1960, abandonou a farda e abraçou a luta armada. Em janeiro de 1969, o militar faz uma opção radical pela revolução: manda a mulher, Marina e os dois filhos para Cuba e deserta do Exército.

 

Retrospectiva Julia Katharine

– Lembro Mais dos Corvos

Direção: Gustavo Vinagre

Ano: 2019

Longa (Documentário!

Classificação indicativa:  14 anos

Duração: 62 minutos

País: Brasil

Sinopse:

Júlia conta histórias para atravessar uma noite de insônia.

 

Retrospectiva Santos Film Fest      

Receita Para a Felicidade: O Homem, O Cão e o Salto

Direção: Delson Mattos Gomes

Ano: 2016

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 72 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Voluntários de terapias alternativas deixam suas vidas convencionais por algumas horas para ajudar quem precisa e acabam percebendo que a felicidade é muito mais simples do que imaginam.

A Mais BRIOSA – Um amor 100 divisão

Direção: Guilherme Bernardo

Ano: 2017

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 92 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Uma emocionada homenagem aos 100 anos da Portuguesa Santista, clube de futebol criado pela comunidade portuguesa de Santos/SP. Depoimentos de jornalistas, torcedores e ex-jogadores aficionados pelo time se misturam com a história ficcional do português Lino, um barbeiro residente de Santos que, ao receber seu neto para as férias, começa a introduzi-lo à trajetória do Briosa a partir de fotos e bandeiras do clube que decoram seu estabelecimento.

O Coringa do Cinema

Direção: Sérgio Kieling

Ano: 2019

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 78 minutos

Pais> Brasil

Sinopse:

“Virgílio Roveda é um homem que dedicou sua vida ao cinema. Filmes comédias, dramas, faroestes, filmes de terror, fitas sertanejas, policiais, pornochanchadas. É difícil encontrar algum gênero no qual Virgílio não tenha se aventurado em seus mais de 50 anos de carreira, seja como diretor de fotografia, câmera, assistente, diretor de produção e até produtor. Enfim, um verdadeiro coringa.

Inspirado no livro de Matheus Trunk, O Coringa do Cinema conta a história deste profissional e da produção cinematográfica Paulista nos últimos 50 anos. Também se torna um significativo registro sobre uma geração de homens que se dedicaram ao nosso cinema. Um registro sobre personagens que permanecem obscuros dentro da cultura cinematográfica brasileira: os técnicos. Anônimos que contribuíram de maneira intensa para a produção cinematográfica nacional.”

Retrospectiva Angela Zoé

Betinho – A Esperança Equilibrista

Direção: Victor Lopes

Ano: 2015

Longa (Documentário): Política; Ativismo; Ditadura Militar

Classificação: Livre

Duração: 90 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

O documentário aborda a vida do sociólogo Hebert de Souza, conhecido como Betinho. Engajado politicamente desde sua adolescência, Betinho também foi um ativista. Sofreu as consequências da Ditadura Militar sendo exilidao, inclusive, foi homenageado na música “O Bêbado e o Equilibrista”, de Elis Regina. Antes da sua morte em 1997, o brasileiro iniciou campanhas contra a AIDS e a fome, além de fundar o IBASE, um instituto para pesquisas de ações governamentais.

 

Ele Era Assim – Ary Barroso

Direção: Angela Zoé

Ano: 2019

Longa (Documentário): Música; Inspiração

Classificação indicativa: Livre

Duração: 53 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

“Ele Era Assim: Ary Barroso” conta a história de um dos maiores compositores brasileiros por meio de gravações do próprio artista e apresentações de suas composições por jovens talentos do MBP, além da participação especial de Ney Matogrosso.

Henfil

Direção: Angela Zoé

Ano: 2017

Longa (Documentário): Política; Censura; Arte

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 75 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: O documentário registra uma proposta curiosa feita a uma turma de jovens animadores: tentar trazer para a atualidade as obras do cartunista, jornalista e ativista brasileiro Henrique de Souza Filho, o Henfil. Além desse processo, o filme traz depoimentos de amigos e revelações sobre como o artista hemofílico lidava com sua doença e utilizava seus desenhos como instrumento de luta contra a censura política de sua época.

Meu Nome É Jacque

Direção: Angela Zoé

Ano:2016

Longa (Documentário): Direitos Humanos; Questões de Gênero; Sexualidade

Classificação indicativa:12 anos

Duração: 72 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Jacqueline Rocha Côrtes é uma mulher transexual brasilleira que vive com Aids. Militante pelos Direitos Humanos e ativista a favor da causa das pessoas que vivem com HIV e Aids, Jacque tem a vida marcada por lutas e conquistas, seja em sua vida pessoal, como ativista de movimentos sociais, representante do governo brasileiro ou como funcionária na Organização das Nações Unidas. Hoje casada e mãe de dois filhos, mora numa pequena cidade onde leva a vida voltada para a maternidade e a família. Ao acompanhar o cotidiano de Jacque e revisitar sua trajetória, o filme aborda a diversidade e a essencialização do ser humano, e apresenta os inúmeros desafios que foram rompidos pela personagem, levantando uma reflexão sobre o preconceito, a homolesbotransfobia e a identidade de gênero.

Retrospectiva Elder Fraga  

SP – Crônicas de uma Cidade Real

Direção: Elder Fraga

Ano:2018

Longa (Ficção) Drama: Ação

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 100 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

São Paulo é uma cidade complexa. Tão complexa, que quando histórias baseadas em elementos verídicos se misturam à ficção, é difícil saber qual é qual. “SP: Crônicas de uma cidade real” é uma coleção de cinco histórias: O resgate de um policial, a punição de um assassino, um sádico que estuda o limite entre o belo e o grotesco, a busca pela memória perdida e a descoberta de que a justiça e a lei podem ser coisas diferentes.

O Mundo Parou – Covid-19 Em Foco

Direção: Elder Fraga

Ano: 2020

Curta (Documentário) Experimental

Classificação indicativa: Livre

Duração: 15 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Homem em quarentena, resolve estudar a Covid-19 no período de isolamento, percebe que o mundo trava uma guerra de informações. Percebe que está sendo bombardeado de notícias o tempo todo sobre a doença, fake News, jornais, sites, e-mail, WhatsApp em que acreditar no meio dessa guerra invisível.

Diário Isolamento 121

Direção: Elder Fraga

Ano: 2020

Curta (Ficção) Drama: Ação

Classificação indicativa: Livre

Duração: 10 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Misturando realidade e ficção, família em isolamento por causa do Covid-19 tenta manter a rotina dentro de casa, enquanto o mundo está parado. A menina vive em seu mundo colorido e os pais buscam passar tranquilidade nesse momento tão sombrio.

Boca Fechada

Direção: Elder Fraga

Ano: 2013

Curta (Ficção) Ação

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 18 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Monique (Gabriela Wazlawick) é uma patricinha que adora fortes emoções, até aceitar o convite de um chinês estranho (Tony Lee), para jantar na casa dele e de sua esposa (Akemi Higashi). Só que o que parecia ser apenas uma curiosidade acaba com um desfecho inesperado. Monique resolve contar tudo para seu amigo barman (Ricardo Gelli). O resultado dessa história é confusão, descobertas, violência e muito humor negro.

Nigéria – Fim da Linha 

Direção: Elder Fraga

Ano: 2010

Curta (Ficção) Ação; Drama

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 21 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Níger (Rogério Brito) trabalha para máfia Nigeriana, cresceu rapidamente na hierarquia da Máfia. God Black (Carlos Francisco) Chefe da máfia vê em Níger uns dos seus melhores homens saem da Nigéria e vem para o Brasil administrar um ponto. Níger se transforma em um profissional frio de poucas palavras e seu objetivo é apagar as mulas que saem da linha. No Brasil conhece Branca (Renata Fasanella) e se apaixona. God Black não vê o romance com bons olhos. Tudo muda na vida de Níger quando recebe uma proposta para apagar uma pessoa fora da máfia. Uma história de amor, traição, assassinatos e reviravoltas.

O Último Dia

Direção: Elder Fraga

Ano: 2011

Curta   Ação

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 20 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Um grupo de extermínio solto e fazendo justiça com as próprias mãos. A polícia tenta localizar os culpados pelos assassinatos no submundo de uma grande metrópole. No meio de toda essa violência surge um playboy (Ricardo Gelli), dois policiais (José Roberto Jardim e Rafael Losso), uma prostituta (Jennicer Perez), um camareiro (Claudio Savietto), Jesus como morador de rua (Julio Machado), será que existe salvação para o mundo?  Uma visão frenética, perturbada e única sobre pessoas que vivem em desespero e no limite de suas vidas no nosso apocalipse urbano. O Último Dia trata das vidas de pessoas distintas vivendo no limite e em busca por satisfação na vida. Mostra como as drogas, violência e tortura afetam direta e indiretamente a vida de cada um, revelando os prazeres até um mundo de misérias e desesperos.

Os Bons Parceiros

Direção: Elder Fraga

Ano:2014

Curta   Ação

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 20 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Um grupo de am igos conhecidos como OS BONS PARCEIROS, se reúne numa noite para fazer alguns assaltos e assim conseguir levantar um dinheiro. Só que um dos assaltos dá errado e eles têm que optar pela vida ou a morte de um deles. Adaptado da obra do consagrado dramaturgo Plínio Marcos.

Ser Ou Não Ser

Direção: Elder Fraga

Ano: 2017

Curta (Ficção) Experimental

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 11 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

A famosa frase “Ser ou não ser” surge no terceiro ato da peça, quando Hamlet vai ao encontro de Ofélia dizer que não a amava. A questão é que ele pretendia colocar em prática seu plano para vingar a morte do pai, e para tanto ele precisa se afastar de Ofélia mesmo a amando, porque ela era filha do primeiro ministro, e ele iria atentar contra a vida do rei. Ele entra na casa de Polônio, pai de Ofélia, e enquanto a aguarda chegar ao recinto, ele sofre porque vai dizer para a mulher que ama, exatamente o oposto, que não a ama; então Hamlet começa a pensar no alto preço que irá pagar para vingar a morte do pai. É neste momento que surge o monólogo do “Ser ou não ser”.

Bloody Boomerang

Direção: Elder Fraga

Ano: 2016

Curta (Ficção) Suspense

Classificação indicativa: 16 anos

Duração: 15 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

James, um estrangeiro, sai para uma festa disposto a encontrar garotas. Pensa ter tirado a sorte grande quando Tamis, a mais bonita do lugar, lhe corresponde com sorrisos, e a conversa entre os dois embala. Mas, ela vem com um papo estranho: “que tal matarmos alguém?”.

Nóia – Um Dia No Limite

Direção: Elder Fraga

Ano: 2015

Curta: Drama

Classificação indicativa: 16   anos

Duração: 15 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Seguindo como uma brincadeira, os dois decidem que Greta, uma garota que está sozinha na festa, é o alvo certo. A noite tem tudo para ser perfeita, mas um terrível segredo pode jogar tudo por água abaixo.

Retrospectiva Wladymir Cruz

Dia de Feira

Direção: Wladimyr Cruz

Ano: 2018

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 11 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Um grupo de senhoras que já deram novo lar a mais de 7600 animais na cidade de Santos, mostram como é o dia de uma feira de adoção, deixando bem claro os que vão, os que ficam, e o porquê.

Headbanger Voice – A História da Rock Brigade

Direção: Marcelo Colmenero e Wladimyr Cruz

Ano: 2017

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 123 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

A Rock Brigade nasceu como um fã clube de heavy metal em 1981, e seu fanzine informativo se transformou na maior e mais importante publicação sobre música pesada do Brasil. O filme “Headbanger Voice” vem com a proposta de contar esta história. Com direção do jornalista Wladimyr Cruz – responsável por outros docs musicais como o da loja Woodstock, da casa Madame Satã, da banda Vulcano e do filme sobre a cena punk de Santos, “Califórnia Brasileira” – e do fotógrafo Marcelo Colmenero, o longa caminha através de entrevistas com os fundadores da revista, colaboradores e nomes importantes da cena metálica nacional apresentando a trajetória do fanzine que virou a revista de música com mais tempo em circulação no Brasil. Repassando causos e histórias sobre diversas edições da revista, o filme revisita as mais de 270 edições da publicação, sem esquecer de falar também da Rock Brigade Records -selo fonográfico ligado a publicação com mais de 500 lançamentos no mercado e em plena atividade até hoje, e a produção de bandas, shows e eventos sob tutela de seu editor original, Antônio Pirani, o Toninho Rock Brigade. Nos 130 minutos de video o público mergulha nas páginas da revista que escreveu – e ainda escreve – seja por website ou novas edições impressas pontuais – a história do heavy metal e da música pesada no Brasil.

Shatan

Direção: Wladimyr Cruz

Ano: 2018

Curta (Ficção) Terror; Horror

Classificação indicativa: 16

Duração: 31 minutos

Pais: Brasil

Sinopse: Roberta acaba de chegar na capital, e em um mundo de novidades, descobre seu gosto pelo BDSM, começando um processo de auto-descoberta e iniciação para uma entrega que vai muito além de seu corpo.

Califonia Brasileira

Direção: Rodiney Assunção e Wladimyr Cruz

Ano: 2017

Longa (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 116 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

“Nos anos 1990, devido a enorme quantidade de bandas independentes em atividade, o grande público presente nos shows, e claro, a sua geografia, a cidade de Santos ganhou o apelido de “Califórnia Brasileira”. Aprovado por uns, rechaçado por outros, o fato é que o apelido pegou e a importância do cenário local neste recorte histórico e inegável. Em uma década, a ilha – sim, Santos fica em uma ilha – exportou nomes como Garage Fuzz, Safari Hamburguers, White Frogs, Sociedade Armada, The Bombers, Sonic Sex Panic, Blind e muito, muito mais. E importou em tempo real as principais tendências do hardcore e do punk americano, chegando ao ponto que tais estilos fossem a principal música jovem da cidade em meados da década de 1990, tudo isso aliado a muito surf e skate, claro. O documentário “Califórnia Brasileira” trata justamente deste período e fenômeno, apresentando pro Brasil as histórias e peculiaridades da cena local sob a visão e direção dos diretores Rodiney Assunção e Wladimyr Cruz (“Woodstock – Mais que uma loja”, “Uma nova onda de liberdade”), repetindo a parceria responsável pelo longa “Os Portais Do Inferno Se Abrem: A história do Vulcano”. Em duas horas de filme, é possível uma viagem no tempo e uma imersão em uma época que marcou a história da cidade e de pelo menos duas gerações de jovens que pautaram – e pautam – suas vidas na música e na ética punk. Com depoimentos e muitas imagens de arquivo, o longa retrata um pouco do que foi a produção musical e cultural do período e se propõem a registrar uma das muitas visões possíveis de um movimento plural e até hoje inspirador. “Califórnia Brasileira” é mais uma produção 100% independente, feita a partir de recursos próprios, sem apoio ou verbas pública ou privada, característica já conhecida da dupla de diretores/realizadores. ”

Retrospectiva Carlos Oliveira        

Como é bom ser Bom

Direção: Carlos Oliveira

Ano: 2017

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 15 mnjutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Durante um passeio de bicicleta pela cidade, um avô conta, ao seu neto de doze anos, a história de Dona Nízia com o médico e poeta José Martins Fontes (Santos, June 23, 1884 – Santos, June 25, 1937). O roteiro é baseado na história real de uma mulher viúva e mãe de quatro crianças, que não tinha recursos para pagar pelo tratamento de uma grave doença. No seu consultório particular, o Dr. Martins Fontes praticava a verdadeira filantropia, recebendo e tratando pacientes com baixo poder aquisitivo e não cobrando as consultas. Dona Nízia fazia e vendia queijadinhas para sobreviver e só podia “pagar” pelo seu tratamento médico oferecendo queijadinhas a Martins Fontes. Esta história foi realmente contada ao avô (ator Osvaldo Araújo) por seu amigo Durval Siqueira, que, quando era adolescente, trabalhava ao lado do consultório de Martins Fontes e também foi personagem da história.

Canais de Saturnino

Direção: Carlos Oliveira

Anos: 2010

Curta (Documentário)

Classificação indicativa: Livre

Duração: 29 minutos

Pais: Brasil

Sinopse:

Os canais de Santos não foram construídos para recolher o esgoto sanitário, mas sim as águas das chuvas. No final do século XIX, a situação sanitária da cidade era precária. O lixo era jogado nas ruas e córregos, que dificilmente desaguavam no mar. Faltava um sistema de esgoto encanado. A cidade foi assolada por epidemias que começavam a avançar pelo interior do Estado de São Paulo, ameaçando a mão-de-obra (imigrantes) utilizada na lavoura do café, além de tornar maldito o principal porto de exportação do Brasil. Então, o governo estadual interviu na municipalidade, através de comissões para a realização de obras e campanhas. Como engenheiro-chefe da Comissão de Saneamento de Santos, Saturnino de Brito projetou um sistema de esgotos e os canais de drenagem pluvial, dois sistemas sem ligações entre si. A obra de Brito foi fundamental para o desenvolvimento da cidade nas primeiras décadas do século XX, além de ter sido reconhecida internacionalmente.

 

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: