Saiba como votar no melhor filme de Rock no Blog ‘n Roll

O Rock ‘n Roll tem uma ligação direta com a resistência. De suas músicas contrárias ao conservadorismo musical em seus primórdios, até os hinos de combate politizados nas vertentes Punk e Hardcore, a música feita por guitarras com distorção, baixos velozes e bateria agressiva sempre deu voz a aqueles que lutam e que resistem dia após dia, tentando vencer o status quo.

Não pra menos, um grande aliado da música é o cinema, que retrata tanto na ficção quanto documentalmente aqueles que levam o rock adiante, suas vertentes e lutas. Na quinta edição do Santos Film Fest, foi criado uma mostra competitiva especial para propagar estes trabalhos tão intimamente ligados a música de resistência. A competição será por voto popular, que deverá ser feito no Blog ‘n Roll de A Tribuna, através deste link (http://atdigital.com.br/blognroll/2020/09/santos-film-fest-mostra-rock/#democracy-1). Lembrando que a cada pessoa é limitado o direito de 01 voto apenas.

Confira abaixo os filmes concorrentes, que estão disponíveis durante todo o período do festival, desde 29/09 até 06/10.

– “A Canção do Tempo” (Argentina, El Canto Del Tiempo, longa, documentário, de Mana García), https://www.videocamp.com/pt/movies/a-cancao-do-tempo

No fundo da selva missionária ressoa o eco de uma canção ancestral. É a voz do povo Mbya Guarani que mantém vivo seu legado por meio das canções de seus filhos. Charo Bogarín e Diego Pérez, criadores do projeto musical TONOLEC, vão a seus vilarejos em busca de melodias que servirão de inspiração para seu novo álbum. A música é a ponte que encurta distâncias e promove o encontro entre estes dois mundos, e na alegria dos coros infantis, a TONOLEC encontrará um universo de sons a descobrir. Entre as aldeias e o estúdio de gravação, O Canto do Tempo será uma viagem musical de descoberta, aprendizagem, inspiração e integração entre as canções ancestrais Mbya e o som contemporâneo do grupo.

– “A Plebe é Rude” (SP, longa, documentário, de Diego da Costa e Hiro Ishikawa), https://www.videocamp.com/pt/movies/a-plebe-e-rude

No fim dos anos 1970, amigos brasilienses conhecem o movimento punk e resolvem montar suas próprias bandas. O que se iniciou como uma fuga para combater o tédio deu origem ao Plebe Rude.

– “Os Caubóis do Apocalipse” (SP, longa, comédia, de Diego da Costa) https://www.videocamp.com/pt/movies/os-caubois-do-apocalipse

Tom é um jovem adolescente que está passando pelos clássicos dilemas da adolescência e que sonha em fazer carreira no mundo da música. Sem perspectiva de fazer uma faculdade e movido pelo desejo de sair da pequena cidade onde mora, Tom decide que precisa retomar sua banda de rock da infância: Os Caubóis do Apocalipse.

SOBRE O 5º SANTOS FILM FEST

O 5º Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos é organizado pelo CineZen Cultural, coordenado por André Azenha e Paula Azenha, tem apoio institucional da Prefeitura Municipal de Santos e apoios da Videocamp, Sesc Santos, UniSantos, Associação dos Artistas e Histórias do Cinema.

Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, maior evento do gênero no litoral paulista tendo em vista os problemas causados pela pandemia e após conversa com os realizadores que inscreveram filmes este ano, decidiu realizar sua quinta edição de maneira totalmente online. O festival ocorrerá de 29 de setembro a 6 de outubro. A maioria dos filmes será disponibilizada gratuitamente na plataforma www.videocamp.com. Alguns filmes poderão ser conferidos no canal do festival: https://www.youtube.com/channel/UCRthAvul62ZRzaoGgA9DGbw. Serão quase 70 produções exibidas, entre curtas e longas-metragens, inéditos e de mostras retrospectivas.

Inicialmente, o festival celebraria os 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro. Mas com o desmonte da cultura e, consequentemente, do cinema, e a paralização de grande parte da produção audiovisual do país em virtude da pandemia, o tema passa a ser “De Retomada à Retomada: Resistiremos!”

HOMENAGEADOS

Em virtude disso, uma das produções clássicas exibidas será “Lamarca”, filme de 1994 dirigido por Sergio Rezende e estrelado por Paulo Betti. “Sabíamos que, naquele momento, éramos a única equipe filmando no Brasil”, relembra Paulo. Tanto Paulo quanto Sergio receberão homenagens do festival.

Paulo receberá o Troféu Luciano Quirino. De sua carreira cinematográfica, além de “Lamarca” (1994), serão exibidos “Cafundó” (2005), dirigido por Paulo e Clóvis Bueno, e “A Fera na Selva” (2017), estrelado e dirigido por Paulo ao lado de Eliane Giardini e Lauro Escorel. Este último filme foi um dos destaques na edição de 2018 do Santos Film Fest. Cada um dos três longas terá uma sessão, cujas data e horário serão anunciadas nos próximos dias.

Sergio Rezende será homenageado por sua trajetória como diretor e por sua contribuição ao cinema nacional. Ambos participarão de lives no dia da abertura, 29 de setembro, bem como a diretora e atriz Julia Katharine, que receberá o Troféu Ondina Clais.

“Paulo tem uma longa carreira e uma ligação especial com Santos, trabalhou junto de grandes artistas do município. Sergio filmou biografias de nomes importantes da nossa história, E Julia é das cineastas e artistas de cinema de mais destaque da nova geração. Assim celebramos profissionais de destaque de diferentes épocas”, ressalta André.

Julia KatharIne a primeira mulher transexual com um filme lançado em circuito comercial, com seu trabalho em “Tea For Two”. O curta conta a história de Silvia, uma cineasta que passa por um momento de crise e é surpreendida pela ex-esposa, Isabel. Além do roteiro e direção, Julia atua na obra como a personagem Isabela.  “Lembro Mais dos Corvos” é o longa que estrelou e roteirizou em parceria com o diretor Gustavo Vinagre. Por sua atuação no filme, a atriz recebeu na Mostra de Tiradentes de 2018 o troféu Helena Ignez, que é dedicado a mulheres atuantes em quaisquer funções criativas. O filme recebeu o Prêmio Humanitário no 4º Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, em 2019. Julia esteve presente no festival para sessão dupla das duas produções. Ambos os trabalhos serão exibidos na programação.

Dia 29 de setembro, uma terça-feira, depois das 19h, nas redes sociais do evento, a abertura será uma superlive com as presenças dos três homenageados mais os atores Luciano Quirino e Ondina Clais, respectivamente padrinho e madrinha do festival.

Outras informações em www.santosfilmfest.comwww.facebook.com/santosfilmfestwww.instagram.com/santosfilmfest e no canal https://www.youtube.com/channel/UCRthAvul62ZRzaoGgA9DGbw.

Programação completa: https://santosfilmfest.com/programacao-2020/programacao/.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: