“Cafundó” (2005)

A estreia na direção do ator Paulo Betti, “Cafundó” (em que divide a função e o roteiro com Clovis Bueno) é um dos filmes que serão exibidos nessa 4ª feira (30/09) às 15:00 e na 6ª feira (02/10) às 20:00 no 5º Santos Film Fest.


A história de João de Camargo (Lázaro Ramos) um ex-escravo que, no final do século XIX, em Sorocaba/SP, procura dar um novo rumo à sua vida, buscando oportunidade de emprego, fugindo da peste da febre amarela e descobrindo um dom: o da cura.


Com suas crenças de raízes africanas junto à sua fé cristã, para alguns ele misturava curandeirismo com feitiçaria, enquanto para outros (independente de classe social) ele era um santo. Essa é a história de origem da entidade, Preto Velho.


Paulo Betti narra com extremo talento e sensibilidade essa história onírica da fé de um homem simples que se torna uma esperança para tantos.
Lázaro Ramos brilha vivendo o protagonista, assim como Leona Cavalli (sua personagem tem um romance com o herói).


O filme conta ainda com participações especiais dos veteranos Luís Melo, Francisco Cuoco, do saudoso Renato Consorte (1924-2009) e do próprio Paulo Betti.

O Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos é organizado pelo CineZen Cultural, coordenado por André Azenha e Paula Azenha, tem parceria da Prefeitura Municipal de Santos e apoios da Videocamp, Sesc Santos, UniSantos, Associação dos Artistas e Histórias do Cinema.

O Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, maior evento do gênero no litoral paulista tendo em vista os problemas causados pela pandemia e após conversa com os realizadores que inscreveram filmes este ano, decidiu realizar sua quinta edição de maneira totalmente online. O festival ocorrerá de 29 de setembro a 6 de outubro. A maioria dos filmes será disponibilizada gratuitamente na plataforma http://www.videocamp.com. Alguns filmes poderão ser conferidos no canal do festival: https://www.youtube.com/channel/UCRthAvul62ZRzaoGgA9DGbw. Serão mais de 60 produções exibidas, entre curtas e longas-metragens, inéditos e de mostras retrospectivas.

Inicialmente, o festival celebraria os 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro. Mas com o desmonte da cultura e, consequentemente, do cinema, e a paralização de grande parte da produção audiovisual do país em virtude da pandemia, o tema passa a ser “De Retomada à Retomada: Resistiremos!”.

HOMENAGEADOS

Em virtude disso, uma das produções clássicas exibidas será “Lamarca”, filme de 1994 dirigido por Sergio Rezende e estrelado por Paulo Betti. “Sabíamos que, naquele momento, éramos a única equipe filmando no Brasil”, relembra Paulo. Tanto Paulo quanto Sergio receberão homenagens do festival.

Paulo receberá o Troféu Luciano Quirino. De sua carreira cinematográfica, além de “Lamarca” (1994), serão exibidos “Cafundó” (2005), dirigido por Paulo e Clóvis Bueno, e “A Fera na Selva” (2017), estrelado e dirigido por Paulo ao lado de Eliane Giardini e Lauro Escorel. Este último filme foi um dos destaques na edição de 2018 do Santos Film Fest. Cada um dos três longas terá uma sessão, cujas data e horário serão anunciadas nos próximos dias.

Sergio Rezende será homenageado por sua trajetória como diretor e por sua contribuição ao cinema nacional. Ambos participarão de lives no dia da abertura, 29 de setembro, bem como a diretora e atriz Julia Katharine, que receberá o Troféu Ondina Clais.

“Paulo tem uma longa carreira e uma ligação especial com Santos, trabalhou junto de grandes artistas do município. Sergio filmou biografias de nomes importantes da nossa história, E Julia é das cineastas e artistas de cinema de mais destaque da nova geração. Assim celebramos profissionais de destaque de diferentes épocas”, ressalta André.

Julia KatharIne a primeira mulher transexual com um filme lançado em circuito comercial, com seu trabalho em “Tea For Two”. O curta conta a história de Silvia, uma cineasta que passa por um momento de crise e é surpreendida pela ex-esposa, Isabel. Além do roteiro e direção, Julia atua na obra como a personagem Isabela. “Lembro Mais dos Corvos” é o longa que estrelou e roteirizou em parceria com o diretor Gustavo Vinagre. Por sua atuação no filme, a atriz recebeu na Mostra de Tiradentes de 2018 o troféu Helena Ignez, que é dedicado a mulheres atuantes em quaisquer funções criativas. O filme recebeu o Prêmio Humanitário no 4º Santos Film Fest – Festival Internacional de Cinema de Santos, em 2019. Julia esteve presente no festival para sessão dupla das duas produções. Ambos os trabalhos serão exibidos na programação.

Dia 29 de setembro, uma terça-feira, depois das 19h, nas redes sociais do evento, a abertura será uma superlive com as presenças dos três homenageados mais os atores Luciano Quirino e Ondina Clais, respectivamente padrinho e madrinha do festival.

Outras informações em http://www.santosfilmfest.com, http://www.facebook.com/santosfilmfest, http://www.instagram.com/santosfilmfest e no canal https://www.youtube.com/channel/UCRthAvul62ZRzaoGgA9DGbw.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: